13 Perguntas que a Mulher Nunca deve Esquecer ao ir no Ginecologista

13 Perguntas que a Mulher Nunca deve Esquecer ao ir no Ginecologista

Sejam bem vindas meninas novamente ao Portal Mais Mulher, neste artigo gostaria de relacionar 13 Perguntas que a Mulher Nunca deve Esquecer ao ir no Ginecologista visto o constrangimento, principalmente as meninas que não tem hábito regular de consultar um ginecologista.

Em primeiro lugar, gostaria de alertar que a consulta a um ginecologista, não deveria ser só em caso de sentir alguma dor, ou problema relacionado a vagina, ou mesmo dores na bexiga e assim por diante, é muito importante a orientação de um profissional, principalmente para evitar uma gravidez indesejada.

Gostaria de falar de algo que presenciei com minha vó infelizmente morreu com cancer no útero, pois aos 83 anos nunca havia passado por uma consulta a um ginecologista, pois na época dela era comum a mulher ficar grávida e no parto ser atendida por um parteira que sempre passava uma receita caseira para se auto curar.

1. Urinar com muita Frequência é normal?

O Problema da bexiga hiperativa atinge 18,9%  no universo feminino, e muitas vezes é muito simples ignorar o assunto considerando que é algo natural e não buscar uma solução para o problema, conforme a terapeuta sexual Iane Melotti, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

A mulher que tem este problema, cuja causa ainda não é sabida, normalmente vai ao banheiro com uma frequência muito grande, principalmente durante a madrugada. Em uma análise com 274 mulheres, Iane pode averiguar que as ocorrências mais com maior número de bexiga hiperativa estão relacionados a ansiedade e depressão.

Quais os Tratamentos indicados neste caso

Remédios

Os Remédios ainda podem ser o método mais indicado pois se trata de um problema de saúde, o tratamento com medicamento corretos indicados pelo seu médico podem diminuir o movimento do músculo que elimina a urina, fica a dica, procure seu médico pode te ajudar muito.

Fisioterapia

A fisioterapia também pode ajudar muito, pois irão ser realizados treinamentos de contração e relaxamento do músculo do períneo,  em terapias que duram no máximo 30 minutos.

Eletroestimulação

O Tratamento através de Eletrodos emitem ondas de impulsos  elétricos para reduzir as contrações automática dos músculos  da bexiga.

2. Constante Mudanças no Ciclo Menstrual é Normal?

Essa pergunta parece boba, mais se no momento não for sua primeira vez que  consulta um ginecologista e você já tem o ciclo menstrual menstrua há bastante tempo, não tenha vergonha em perguntar e nem mesmo em comunicar sobre seja qual for a mudança no seu Ciclo Menstrual, por estar atrasado, ou em relação fluxo sanguíneo, ou outras perguntas relacionada a cólicas demasiadas, falo demasiadas que simplesmente perdem o controle mesmo usando medicamento,  cuidado isto pode ser um alerta do seu corpo.

Essas perguntas são de fundamental  importância  para que seu médico possa te ajudar a diagnosticar qualquer problema de sua saúde, de forma preventiva ou até mesmo encaminha-la para um exame mais detalhado, procurando descobrir a causa, antes de piorar a situação.

3. Devo Pedir Exames para DST

A realidade que vivemos nos dias atuais é que os médicos, principalmente se você vai a uma unidade de saúde pública,  acabam pedindo exames só em caso de suspeitam que  a paciente pode ter uma doença sexualmente transmissível. “Mais Segundo o Dr. Valentino Magno, ginecologista do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, estes exames deveriam fazer parte das consultas de rotina, pois sabemos que o melhor remédio é a prevenção.

Existem muitas meninas que por falta de conhecimento, adquirem DST, na juventude ainda por terem relações sexuais com vários parceiros, onde a doença permanece oculta no organismo que as vezes apenas um simples exame de sangue poderia detectar e tratar, e nestes casos, podem desenvolver quadros piores na maturidade, quando poderiam ter resolvido ainda quando eram jovens.

De acordo com o Conselho Federal de Medicina (CFM), que aprovou uma resolução para orientar ginecologistas a realizar exames a qualquer mulher mesmo que seu quadro de saúde estivesse bom, com isto poderia ser evitado con atrasos na constatação e tratamento da doença. Segundo o CFM, 25% de casos de HIV são descobertos  muito tarde de mais, onde pode causar a morte do paciente.

4. Fazer Perguntas sobre Anticoncepcionais

Quando você for a uma consulta com o Ginecologista, onde pretenda usar anticoncepcionais, ou deseje fazer a  trocar de um anticoncepcional, não leve dúvidas para casa pergunte todas as possíveis reações que pílula, pode causar ao seu organismo.

Não tenha vergonha de perguntar seja direta mesmo“Vou ter alguma reação?” “Posso Engordar?” “Vai Causar alguma mudança do meu ciclo menstrual?”, contar casos de família também são bem vindos na consulta, como por exemplo se você é alérgica a alguma substância. É através disto que você pode ajudar o ginecologista poder entender um pouco de sua genética, e possivelmente te indicar o melhor medicamento para você.

principais dúvidas ao ir ao ginecologista

5. Dor Durante o sexo é normal?

Esta seria uma das perguntas mais difíceis para a mulher fazer ao ginecologista, mais veja isto conforme Um estudo britânico, com  base em 7 mil entrevistas, acabou revelando que uma em cada dez mulheres sente dores durante o sexo. O problema atinge todas as idades e ainda é existe muito preconceito em fazer uma pergunta desta no consultório. “Existe muita vergonha e ignorância no conhecimento do próprio corpo”, analisa a ginecologista Mariana Maldonado, do Rio de Janeiro.

De Acordo com a médica , parte dos problemas por trás das dores pode ser definida durante uma simples consulta sem mesmo precisar realizar exames. O que é mais frequentes são problemas de alergia a absorventes e sabonetes vaginais, diz a ginecologista. As dores durante o ato sexual podem ser do tipo profunda ou superficial. Endometriose, pólipos, DSTs e até condições como gases e bexiga cheia causam certa dor durante a relação. Já alergias, infecções urinárias, vaginismo e vulvodínia são as principais razões da aflição logo na entrada da vagina.

6. Toda mulher deve tomar anticoncepcional? Qual melhor método anticontraceptivo?

Não existe nenhuma obrigação em tomar nada, caso não queira, mas os anticoncepcionais possuem mais eficazes do que o uso de preservativos para evitar ficar grávida antes do tempo.

Se você quer realmente uma orientação melhor, o certo é ter uma conversa com o(a) médico(a) sobre todos os métodos existentes no mercado.

Depois disto aí sim você poderá analisar qual irá ser o melhor para você, antes de ir tomando um medicamento que uma amiga indicou.

Para usar pílulas anticontraceptivos hormonais, é de sua importância o acompanhamento de um ginecologista que venha averiguar se há alguma contraindicação (como, por exemplo, antecedente pessoal de hipertensão arterial, doenças hepáticas em atividade, eventos tromboembólicos prévios, antecedente familiar de câncer de mama, dentre outros).

Não apresentando nenhuma problema que contraindiquem esses medicamentos, o ginecologista deve expor à paciente as opções e a escolha será feita em conjunto, por ambos”, conforme orienta o ginecologista Georges Fassolas, diretor da Clínica Vivitá (SP).

7. Perguntas  sobre Gravidez

Se deseja ficar grávida, e é mãe de primeira viagem a melhor pessoa para conversar de fato é o ginecologista, pois pode dar várias orientações, não que sua mãe ou avó, ou tia não possam te ajudar, mais as vezes é preciso ter uma orientação profissional.

A primeira coisa que você precisa é compreender seu corpo, saber o período fértil e como evitar uma gravidez, ou incentivar a gravidez. Perguntas deste tipo são muito importantes tanto para você evitar uma gravidez indesejada, ou mesmo não correr riscos durante, existem casos que a mulher fica grávida e acaba não percebendo o que pode causar sérios problemas para ela e o bebê e nestes casos a orientação de um profissional de saúde pode auxiliar muito em uma gravidez tão desejada e saber se está tudo certo com a sua fertilidade.

8. Falta de Lubrificação Vaginal o que Fazer?

Esta é um incômodo  que atinge ou pode atingir qualquer mulher em alguma etapa da sua vida, o que ocorre é que 56% das brasileiras com mais de 55 anos pensam  que apenas as mais velhas sofrem com este mau, conforme dados de uma pesquisa coordenada pela Teva Farmacêutica.

Saiba que a falta de lubrificação não não acontece somente na velhice, não. O problema pode acontecer em várias fases da vida da mulher, inclusive pode ocorrer antes da menstruação, no pós-parto e durante e após a menopausa.

A falta de lubrificação vaginal está associado à diminuição ou ao fim da produção de estrogênio, esclarece a médica ginecologista Maria Lúcia Müller, do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. A solução é hidratar a vagina, com cremes, óleos lubrificante ou através da reposição hormonal, quando indicado pelo médico.

9. É obrigatório tomar a vacina da HPV? Pode a vacina causar problemas neurológicos.

Como no caso dos anticoncepcionais, a vacina contra o HPV não tem nenhuma obrigatoriedade, entretanto seu uso pode ser de grandes benefícios para as mulheres que ainda não tiveram  inicio de sua vida sexual, segundo comentário do Dr. Georges. A grande verdade é que a vacina foi lançada recentemente na medicina, então, fica difícil comprovar sobre os efeitos colaterais a longo prazo que causados pela vacina.

Existiram  algumas ocorrências neurológicas provavelmente associada à vacina contra HPV, mas de fato em nenhuma dessas ocorrências pode-se confirmar algo relacionado entre a vacina e as alterações neurológicas apresentadas.

A única recomendação que podemos dar, é que se você é alérgico a algum componente da vacina, em hipótese nenhuma deve tomar, mais claro seu médico deve ser consultado, pois nossa missão é informar e não afirmar o que pode ou não pode.

10. Corrimento é normal?

O corrimento como popularmente é falado também chamada de secreção vaginal fisiológica, normalmente ocorre quando o corpo da mulher se prepara para a menstruação, isto pode ser um sinal normal do seu corpo dizendo que o seu ovário esta em perfeito funcionamento.

Caso ou Corrimento ou Secreção Vaginal, venha ter um odor ruim, coceira ou ardência, seu médico deve ser informado imediatamente, pois pode ser o início de uma infecção, e infecções vaginais são bastante comum, pois o canal da urina é aberto podendo proliferar bactérias, com muita facilidade.

11. Preciso Fazer Exame das Mamas

Todos sabemos que existe uma campanha que as mulheres com mais de 40 anos, devem realizar exame das mamas, mais o auto-exame deve ser feito por qualquer faixa de idade, pois existem casos de câncer de mama em mulheres muito novas.

Perguntar ao Ginecologista não vai diminuir você mulher, se tem dúvidas pergunte muitas pessoas sofrem por falta de informação, e tenho certeza que um bom profissional vai ficar feliz em poder te orientar, e se preciso for indiferente de sua idade vai te encaminhar para fazer o exame.

12. Não Tenho Libido o que Fazer? 

Em primeiro lugar muita calma nem tudo é um problema de saúde, e tudo tem uma saída, seu problema pode ser relacionado a anticoncepcionais, conforme explica o ginecologista Georges Fassolas.

Também vale lembrar que  outros remédios que você toma como calmantes e antidepressivos pode ser uma das causas, nestes casos é bom informar o médico porque pode substituir por outro medicamento que não venha ter tanto impacto.

Podem ser diversos fatores que podem estar ocasionando o problema, mais não dá pra afirmar que é isto ou aquilo problemas emocionais podem afetar tudo em nosso corpo, por mais que seja difícil o ideal é contar o sintoma primeiramente ao seu parceiro, conversarem sobre o assunto depois se não conseguirem resolver, juntos procurarem uma ajuda médica, fica a dica.

13. Por que sofro de constantes infecções urinárias e/ou candidíase? 

A infecção urinária, é bem habitual em mulheres, muito mais  do que em homens,  Isso normalmente ocorre por causa da anatomia feminina, a saída da uretra é bem mais próxima da vagina e do ânus do que no corpo do homem.

Há também mulheres que tenham maior tendência a ter tanto a  ter infecção urinária, em relação a candidíase, que pode ser causada por baixa imunidade, exposição solar intensa, e a própria TPM…

Porém isto é algo bem normal e corriqueiro que pode ser controlado facilmente, basta ter alguns cuidados, desenvolver alguns hábitos saudáveis podem contribuir  para uma reduzir a quantidade de ocorrências ou até elimina-las completamente.

Algumas dicas: Sempre urinar esvaziando a bexiga após ter relações sexuais, procurar urinar sempre que sentir vontade (evitar ficar segurando), sempre fazer a higiene após urinar ou evacuar, o ideal é lavar o local, limpando-se de frente para trás, isto é, no sentido da vagina para o ânus para evitar de levar bactérias do anus para a vagina.

Conclusão:

Tentei aqui ajudar você amiga, e digo mais uma vez na dúvida abra a boca, não tenha vergonha de falar, levar a dúvida para casa pode trazer sérios riscos para sua saúde.

Se gostou do artigo, seja solidária compartilhe com uma amiga, que já sentiu vontade de fazer certas perguntas no ginecologista e ficou com vergonha.

Um Abraço a Equipe BlogPortalMaisMulher

Envie seu comentário

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE